Vinho sem Álcool e suas reticências...

Vinho sem Álcool e suas reticências…

Esse assunto permeia minha mente…

Há algum tempo postei em meu Instagram um vídeo provando dois produtos não classificados como vinho, mas que fazem sua representação social e recebi muitos comentários de pessoas interessadas nos produtos e que compartilham da ideia do vinho como um instrumento de lifestyle também.

Eu concordo muito com essa ideia e penso que, é uma excelente ferramenta para “fazer parte da turma” quando o álcool não pode ser consumido.

Mas nos últimos tempos, especialmente depois da pandemia, o assunto aparece com maior frequência em publicações pelo mundo.

Eu confesso que, em alguns momentos, me sinto animada com essa possibilidade de crescimento, mas ai penso: eu nunca vejo ninguém tomando esses vinhos.

Há efetivamente espaço para eles? Eles vão prejudicar o consumo dos vinhos tradicionais?

Um texto da brilhante Ewa Cretóis no Linkedin me fez pensar se não estamos embarcando numa onda de marketing e não na salvação do mundo dos vinhos:

“Produzir sem álcool é uma escolha de marketing.
E como todas as opções de marketing, não agrada a todos.”

Os investimentos para produção de vinhos sem álcool são altos e só se justificam com um aumento efetivo de consumo, o que, segundo alguns produtores com quem já conversei, ainda não rolou por aqui…

Por outro lado, há produtos que, por não contarem com estrutura adequada na elaboração, se tornam muito desinteressantes e isso pode atrapalhar o crescimento da categoria antes mesmo que ela efetivamente se desenvolva.

Não sou contra o vinho sem álcool, mas sou menos otimista do que muitos que acham que esse é o futuro do mundo do vinho e defendem crescimentos exponenciais.

Começo a enxergar a “tendência” do vinho sem álcool quase como o crescimento do vinho rosé – que nunca chegou massivamente por aqui – algo que mais movimenta discussões do que taças de vinhos por aí.

Assinatura Keli Bergamo Vinhos Única

Destaques

CX no mundo do vinho. Existe mesmo?
, ,

CX no mundo do vinho. Existe mesmo?

O CX no mundo do vinho. Veja como colocar o cliente no centro das estratégias transforma a experiência de degustação e fideliza consumidores.
Grécia: dos encantos da mitologia ao vinho
, ,

Grécia: dos encantos da mitologia ao vinho

Descubra como os vinhos gregos refletem a história e a cultura desse país fascinante, desde os deuses antigos até os modernos vinhedos.