Harmonização Baião de Dois Chef Aline Guedes

Culinária do Sertão Nordestino e vinho

Logo que eu comecei a estudar vinhos, quando já era apaixonada por cozinhar e especialmente por comer, uma das minhas grandes inquietações sempre foi perceber que algumas formas de falarem sobre este assunto, acabava fazendo com que o “tomar vinho” parecesse ser algo reservado à grupos exclusivos e não a todos que o quisessem viver. 

Bom, na gastronomia isso não muda muito, confesso!

Pensando nestas minhas angústias muito pessoais, mas que são a preocupação de muitos para que possamos ampliar a nossa fala sobre vinhos e gastronomia, a todos que queiram (ler) ouvir, trarei nesta coluna mensal, dicas de harmonizações que nos farão pensar além dos livros, com um olhar que nos permitirá valorizar culturas e histórias que nos surpreenderão.

E para começar eu pergunto: por que sempre pensamos em pratos “sofisticados” na hora de harmonizar com um vinho? E por que os nossos clássicos da culinária brasileira não são lembrados?

A cozinha brasileira é extremamente generosa e diversificada, cheia de aromas e sabores dos ingredientes distribuídos nos nossos biomas e merece atenção. Uma das regiões mais democráticas e incríveis que temos é o Nordeste, com o sertão de farinha, feijão e carne seca em sua base; e as cidades litorâneas repletas de pratos feitos com o frescor dos frutos do mar.

Chef Aline Guedes harmonização culinária do sertão com espumante

O nosso destaque de hoje é o baião de dois, que representa a nossa mesa diária, com arroz e feijão em seu preparo, assim juntinhos, misturados. Neste prato percebe-se um bom toque de gordura pois no refogado não se renuncia a um bom bacon cortado em cubos e, nesta mistura linda desta dupla brasileira, acrescenta-se a carne seca e o queijo coalho, de sabores e sal marcantes no preparo. Um toque picante adocicado das pimentas costuma ser incluído, assim como o frescor do coentro que finalizam o prato.

Para acompanhar essa beleza nacional, a sugestão é uma harmonização que será regional, com o espumante Terra Nova Blanc de Blancs, um brasileiro, produzido na promissora região do Vale do São Francisco. Nesta harmonização, o corte de uvas Chenin Blanc, Sauvignon Blanc e Verdejo, todas cultivadas no Vale, garante a acidez acentuada necessária para carregar a untuosidade do prato, pelo potencial de gordura dos ingredientes que o compõem, visto inclusive a finalização do prato com natas. 

Algo muito interessante desta nossa receita de baião de dois e da bela harmonização, é que o nosso baião leva bananas grelhadas na finalização e isso “adoça” levemente o prato, que não corre risco na harmonização pois o espumante carrega um leve dulçor proveniente do corte com a Chenin Blanc. Ficou um espetáculo nacionalista que valoriza não só a nossa terra, como nos permite ampliar o repertório e entender novas possibilidades.

A seguir deixo a ficha técnica do vinho e a receita do baião, que espero ver sendo reproduzido por vocês. E sobre a harmonização? Quero saber também! Você pode deixar seus comentários aqui, ou nas redes sociais da Única.

Vamos explorar sabores! Vamos desbravar! 

FICHA TÉCNICA DO VINHO: TERRANOVA BRUT

– Uvas: Chenin Blanc, Salvignon Blanc, Verdejo 

– Região: Vale do São Francisco – BA

– Produtor: Miolo 

– 12% 

BAIÃO DE DOIS

INGREDIENTES:

  • 200g de feijão de corda
  • 200g de carne seca dessalgada 
  • 30g de cebola picada 
  • 50g de bacon picado 
  • 40ml de manteiga de garrafa 
  • 150g de arroz agulhinha tipo 1
  • 70g de queijo coalho 
  • Coentro fresco picado grosseiramente a gosto 
  • 100ml de nata fresca ou creme de leite 
  • Pimenta dedo de moça picadinha 
  • 1 banana da terra em rodelas 
  • Sal refinado 

MODO DE PREPARO

  1. Cozinhe o feijão com uma folha de louro em água, até que esteja totalmente cozido. Reserve o feijão e o caldo. 
  2. Refogue o bacon, a cebola e a carne seca na manteiga de garrafa. Junte o arroz e refogue mais um pouco. Acrescente água quente até cobrir e cozinhe.
  3. Antes da cocção completa do arroz, acrescente o feijão e um pouco do caldo para finalizar o cozimento.
  4. Quando cozidos, grelhe o queijo coalho e a banana. Acrescente à mistura de baião. Ajuste sal e pimenta.
  5. Desligue o fogo e acrescente a nata e o coentro fresco. Sirva. 

Assinatura Vinhos Única Chef Aline Guedes

Destaques

CX no mundo do vinho. Existe mesmo?
, ,

CX no mundo do vinho. Existe mesmo?

O CX no mundo do vinho. Veja como colocar o cliente no centro das estratégias transforma a experiência de degustação e fideliza consumidores.
Grécia: dos encantos da mitologia ao vinho
, ,

Grécia: dos encantos da mitologia ao vinho

Descubra como os vinhos gregos refletem a história e a cultura desse país fascinante, desde os deuses antigos até os modernos vinhedos.