Fermentação alcoólica no vinho. Como funciona?

Para que o suco da uva, ou melhor, o mosto, se transforme em vinho, é necessária a presença da levedura que atua como um fermento de fato. Além do açúcar da fruta.

Ao adicionar uma levedura comprada ou também, ao usar a levedura nativa da uva, a fermentação alcoólica do vinho pode então começar. A levedura pode ser comparada ao famoso Pac-Man, que come todo o açúcar natural da própria fruta.

ATENÇÃO! Não estamos nos referindo a nenhum tipo de açúcar adicionado artificialmente aqui.

Esse processo químico da levedura que “come” o açúcar, o transforma em álcool. Por isso que, quanto maior a quantidade de açúcar em uma uva, maior a capacidade alcoólica do vinho final.

EXTRA: regiões produtoras que possuem, naturalmente, temperaturas mais elevadas, podem produzir vinhos mais alcoólicos.

Além do álcool, a fermentação também gera outros subprodutos como o calor e o SO2, ou anidrido sulfuroso.

Fermentação alcoólica do vinho

Assinatura Vinhos Única Jessica Marinzeck

Destaques

Harmonizando vinho além da comida: quando a Syrah é em Si Menor
, ,

Harmonizando vinho além da comida: quando a Syrah é em Si Menor.

Explore combinações de diferentes estímulos, como vinho e música e amplifique sua apreciação e percepção, elevando seu prazer e entendimento.
Procura-se profissional do mundo dos vinhos
, ,

Procura-se profissional do mundo dos vinhos

Explore a jornada da transição de carreira em busca de um profissional de vinhos nesse apaixonante universo onde cada taça conta uma história.