Quer aprender mais sobre a uva Cabernet Sauvignon?

Quer saber mais sobre a Cabernet Sauvignon?

Dia 1 de Setembro comemora-se o Dia Internacional da Cabernet Sauvignon. Em homenagem a ela, que é conhecida como a rainha das uvas tintas, preparamos um apanhado de informações práticas para você conhecê-la melhor. Bora?

Se a Cabernet Sauvignon fosse uma pessoa, ela seria aquele/a amigo/a que você chama pra fazer qualquer coisa e a pessoa aceita na hora. O famoso ‘sem tempo ruim’! A expressão resume bem porque ela se adapta lindamente a diferentes climas e regiões. Não à toa, a Cab se tornou a uva mais famosa do mundo e uma das plantadas também. 

Curiosidade

A Cabernet Sauvignon surgiu de um cruzamento de outras duas castas: a tinta Cabernet Franc e a branca Sauvignon Blanc, daí o nome. Inclusive, a palavra sauvignon significa selvagem, ou seja, podemos esperar algum toque rústico em vinhos produzidos com a Cab.

Uva Cabernet Sauvignon

Bordeaux

Você já sabe que a Cabernet Sauvignon está amplamente plantada em diferentes regiões do mundo, certo? Mas a sua casa e onde ela brilha mostrando todo o potencial é a região de Bordeaux, na França. É de lá, principalmente em vinhos produzidos ao lado esquerdo do estuário de Gironde, que vêm alguns dos rótulos mais renomados no mundo e que levam na sua composição a Cabernet Sauvignon.

É em Bordeaux também que vemos o trabalho enológico de vinhos em blends, ou seja, rótulos produzidos com duas uvas ou mais. Isso porque a região sofre bastante com as mudanças climáticas ano a ano e, assim, os produtores acabam temperando seus vinhos com proporções diferentes das uvas locais autorizadas. Além da Cabernet Sauvignon, esse blend pode trazer Merlot, que contribui com finesse e aromas de violeta, e em menor quantidade a Cabernet Franc.

Resumo prático: blend não é pior que vinho varietal, aquele feito com apenas uma uva. O blend pode ser mandatório ou a tradição de uma região.

E a propósito, se vir nomes como Médoc, Margaux, Saint-Estèphe, Pessac-Léognan e ainda alguns outros, também estamos falando de Bordeaux. Essas são sub-regiões na margem esquerda do grande rio que corta a região, e normalmente levam maioria de Cabernet Sauvignon.

E por onde mais a Cabernet Sauvignon passou?

Por ser uma cepa de fácil adaptação, é mais fácil nos perguntarmos onde nesse mundão não existe Cabernet Sauvignon plantada. Normalmente, ou é onde o clima é muito extremo (como nas regiões da Alemanha), ou onde o espaço já foi tomado por uma casta muito bem sucedida (como é o caso da Pinot na Borgonha).

Mas, de todos os muitos lugares que adotaram a Cabernet, existem alguns mais conhecidos por uma produção excepcional e por vezes pouco acessível financeiramente. Como não custa sonhar alto, vale ter em mente que estas, além de Bordeaux, são versões potentes e por vezes inesquecíveis de vinhos feitos com a Cabernet Sauvignon:

  • Napa Valley, EUA
  • Maipo, Chile
  • Coonawarra, Austrália


É fã sobre a uva Pinot Noir? Saiba mais aqui.

DICA DE ESPECIALISTA 1: o que esperar de um vinho tinto feito com a Cabernet Sauvignon?

No visual: vermelho intenso

No nariz: predominância de frutas negras como amora, toque herbáceo que pode lembrar um pimentão verde e, se passada em barrica, aromas de baunilha e chocolate

No paladar: aqui estamos falando de taninos e acidez elevados, por isso espere, em geral, vinhos mais encorpados e que não passam despercebidos

DICA DE ESPECIALISTA 2: é pra guardar ou pra beber?

Tendo em vista a enorme produção de vinhos feitos com essa uva, a regra é que a maioria deles disponíveis no mercado tem um consumo médio dentro de 3 anos a contar da data da safra. Dito isso, existem exemplares que podem envelhecer muito bem. O preço pode ser um indicador, ou então pergunte àquele vendedor de vinhos em quem você confia.

DICA DE ESPECIALISTA 3: e pra comer junto?

Justamente por serem, em geral, vinhos mais encorpados, os tintos de Cabernet Sauvignon pedem harmonização. Se você é carnívoro/a mire em carnes vermelhas e não tenha medo dos cortes gordurosos, como por exemplo o cupim. Para quem prefere pratos à base de vegetais, aqueles em que o ingrediente principal é a berinjela podem cair muito bem.

Você gosta de vinhos feitos com Cabernet Sauvignon? Deixe seu comentário aqui ou nas redes sociais da Única. Até mais!

Assinatura Vinhos Única Jessica Marinzeck

Destaques

Harmonizando vinho além da comida: quando a Syrah é em Si Menor
, ,

Harmonizando vinho além da comida: quando a Syrah é em Si Menor.

Explore combinações de diferentes estímulos, como vinho e música e amplifique sua apreciação e percepção, elevando seu prazer e entendimento.
Procura-se profissional do mundo dos vinhos
, ,

Procura-se profissional do mundo dos vinhos

Explore a jornada da transição de carreira em busca de um profissional de vinhos nesse apaixonante universo onde cada taça conta uma história.